Pitacos

Não coma, Alice

“Não será possível, senhorita, o bolo está envenenado”

Do tamanho de uma xícara, Alice gritava. Tentava se comunicar com o Chapeleiro Maluco, que devorava um cheiroso bolo de chocolate.
– O que vamos fazer agora, ein?
– Vamos esperar a chegada deles.
– Então, enquanto isso – vamos ! – dê-me um pedaço de bolo?
– Não será possível, senhorita, este bolo está envenenado.
Antes que a jovem pudesse retrucar, a Lebre de Março, com a boca repleta de bolo, entrou na conversa:
– Senhorita, não sabia que um mero pedaço de bolo envenenado pode arruinar sua vida?
– É que…
– Ninguém, em hipótese alguma, deve comer um alimento envenenado.
– Tudo bem, mas…
– Além do mais seu estômago é fraco. Se comer, já era. Adeus, babau…
– Sim, isso eu entendi – disse a pequena com as mãos na cintura – Só não entendi o fato de vocês continuarem comendo o bolo, sabendo que ele está envenenado. 
Apanhando um pedaço de farelo, Alice comeu. Cresceu. E teve diarréia. 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.