Canto Nerd Colunas

Será que jogos eletrônicos influenciam a violência?

Parasite Eve, jogo com linda história e combustão humana espontânea


Por Lirous K’yo Fonseca
Arte: Jackson Adriano


Desde muito tempo se escuta que os jogos eletrônicos são responsáveis pelo comportamento violento das pessoas. Mas raramente paramos para pensar o motivo de essa mídia receber a maior parcela da culpa, sendo que existem muitas outras à disposição.


O videogame desde sempre foi alvo de pessoas que acreditam que os jogos violentos são capazes de traçar uma evolução violenta, sem avaliar o contexto histórico de indivíduos que agem de forma violenta. Afirmar isso é descartar outras influências como a da televisão, do cinema e dos livros. É claro que não posso deixar de mencionar que a mídia mais motivadora de mortes no mundo todo ainda é o livro, em especial os com conteúdos religiosos.


+ Uma infância marcada pelos videogames e a diversidade 


Pra quem desconhece, todos os jogos contem uma classificação atrás ou em frente da embalagem, e nesta classificação que pode ser vista nos trailers do youtube indica a indicação de censura, os temas abordados e a faixa etária. Ignorar isso quando compra um jogo para o seu filho, amigo ou parente é irresponsabilidade sua e comprar tendo ciência do que o jogo oferece também é por sua conta em risco.

Eu, desde sempre joguei jogos extremamente violentos, como o Mortal Kombat, do Arcade, e o Halloween, do Atari. Entre vários jogos que trouxeram a temática de terror, o Hunted House [do Atari] foi o primeiro survival horror da história – confira o vídeo abaixo. E em nenhum momento, sofri a influência dessa modalidade de jogos para me tornar uma pessoa violenta, ao contrário, sou totalmente contra essa firmação. 


É claro que cada indivíduo possui um ponto de tolerância maior ou menor a derrotas, mas isso não significa culpabilizar o instrumento que causa essa irritabilidade, deve ser feito um tratamento de consciência da pessoa para que ela aprenda a lidar com suas próprias frustrações, e essas formas violenta de resposta será com tudo, não apenas na hora que joga, mas sim, irá se irritar em diversos outros momentos de sua via. 

Acredito que o videogame é um grande aliado nesta parte além de incentivar jovens e adolescentes a vivenciarem grandes livros que são transportados para o videogame. Cito como exemplo o romance baseado na novela Parasite Eve, lançado no Playstation One. Parasite Eve foi um campeão de vendas que aborda uma linda história por trás de assuntos bem polêmicos, como a combustão humana espontânea, a famosa SHC (Spontaneous Human Combustion). Acredita que o ser humano é capaz de incendiar o próprio corpo através de um dispositivo ainda não identificado, que manda um sinal para as mitocôndrias que incendeiam o corpo de uma maneira em que ele é reduzido a cinzas “brancas”, ardendo em chamas de dentro para fora.

Hoje em dia,  os jogos eletrônicos trazem uma parcela gigantesca de cultura que só pode ser vivenciado a partir daqueles que vivem nesse universo. Ele carrega consigo uma parcela de culpa das pessoas estarem aderindo a leituras de livros, pois é a partir de um grande jogo que é lançado em livro a sua história. Assim como a parcela de músicas clássicas que são compostas exclusivamente para os jogos e demais estilos que influenciam diretamente a formação musical de um indivíduo e desperta em si a sua musicalidade.

Então, não culpe as mídias pela violência do outro, pois cada um interpreta de uma forma, a solução não é proibir, isso porque já foi comprovado que homens e mulheres que jogam jogos eletrônicos acabam sendo mais forte a dor e aguentam ao lado do videogame medicações que causam fortes dores e acomodações aos pacientes que sofrem de câncer.



O que se deve pensar é em estratégias em que o jogo eletrônico não se torne um vicio, e que esse vicio, não se torne uma dependência como qualquer outro jogo que há e que causa o mesmo efeito não por o jogo ser um jogo, e sim porque há pessoas que não são capazes de controlar os seus próprios excessos.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.