Realidade

Travesti Taciane Pires morre aos 25 anos após complicações do silicone industrial



.
A travesti Taciane Pires, de 25 anos, morreu nessa terça-feira (9) em decorrência de complicações do silicone industrial nos braços e nas pernas, em Teresina, Piauí. Poucos dias após a aplicação, ela teve uma infecção generalizada.

A jovem estava internada desde o dia 25 de julho no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) e recebendo cuidados médicos, mas não resistiu.

“Ela já havia feito o mesmo processo anteriormente. O problema foi que ela aplicou um silicone que é impróprio para o corpo humano”, declarou Gilberto Albuquerque, diretor da unidade de saúde. 

Albuquerque informa que a prática da aplicação de silicone industrial no corpo, apesar de comum entre a população trans, é proibida. Tanto pelo processo doloroso de aplicação, pelo material impróprio e pelas complicações graves que podem surgir.

Taciane foi velada no Conjunto Murilo Resende, Ilhotas, no centro da capital. O enterro ocorreu na quarta-feira (10), no Cemitério Santa Cruz, bairro Promorar, Zona Sul da Capital.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.