Realidade

Após vídeo brutal vazar, polícia identifica acusados de matar travesti Dandara dos Santos em Fortaleza


A travesti Dandara dos Santos foi assassinada no dia 15 de fevereiro no fim da linha do Bom Jardim, em Fortaleza, Ceará. O crime bárbaro foi feito por meio de socos, chutes, chineladas, pauladas e pedradas.

Um vídeo caiu na internet nesta sexta-feira (3) e comoveu as redes sociais pela violência em que Dandara é submetida. São pelo menos cinco agressores.

Enquanto um filma, os outros agridem e pedem para ela subir em uma carriola. Ela é chamada de “viado sem peito”, “imundiça” de calcinha e tudo” e é constantemente agredida.

Ao ser colocada em cima da carriola, elas continuam com a violência. Dandara apresentava sinais de agressão na cabeça e por todo o corpo. A pessoa que filma diz em tom de deboche: “Eles vão matar o viado”.

Em conversa com o NLUCON, o inspetor Damasceno do 32º DP, afirmou que os seis acusados já foram identificados e que o vídeo – que correu em grupos de travestis e transexuais – ajudou na identificação.

“Esse vídeo também está circulando entre os policiais. São dois maiores de idade e quatro menores. Fomos no dia seguinte na casa deles, mas eles fugiram. O inquérito já está sendo bem apurado e estamos indo atrás”, declarou ele. Até agora ninguém foi preso.

De acordo com a Rede Trans, Dandara foi a quinta a travesti a ser assassinada no último mês. Na mídia tradicional nem uma nota saiu sobre o ocorrido, apenas uma postagem de uma amiga de Dandara no Facebook.

Anúncios

13 comentários

  1. Onde vamos parar, oque leva um ser humano fazer isso com outro ser humano igual a ele isso sim é o demônio, digo acho que o demônio não seria tão covarde em se juntar com mais cinco demônios para atacar e matar uma mulher trans inofensiva, Esses porcos merecem apodrecer na cadeia👽👾👻

    Curtir

  2. Chega de impunidade,se dentro dos lares desses marginais, não repassaram oque é ser cidadão de fato. Dentro do xadrez juntos com outros marginais eles aprendam.
    Justiça seja feita. Existe a sede dos Direitos humanos na ONU. Acredito que ficou claro !

    Curtir

  3. Se fosse a mulher do Temer, estes, inclusive os menores, já estariam enjaulados. Mas como é só “um viado”, né…… já fugiram, como informaram. “aaaah tá difícil capturá-los” dizem sempre a mesma coisa. Inútil!

    Curtir

  4. Geralmente quem agride ou mata LGBTs são pessoas frustradas ou revoltadas por também serem homossexuais, mas que não aceitam sentir o que sentem, e descarregam sua fúria naqueles que eles não querem ser.

    Curtir

  5. Eu acho que eles deveriam ir para pena de morte quem matou e os que participaram prisão perpetua, ou então mande eles pra Manaus eles iam ser bem cuidado.
    Aqui eles aprendiam esses imundo.

    Curtir

  6. “Geralmente quem agride ou mata LGBTs são pessoas frustradas ou revoltadas por também serem homossexuais”
    Em minha visão talvez, já que estamos vendo casos fatais que não estão sendo levadas a sério pelas autoridades para uma possível criminalização de atos desta forma. E ainda, se fosse um idoso, uma mulher, uma criança, ou uma outra pessoa não transexual, o caso seria também tratado de uma maneira tão lenta e superficial igual o que aconteceu com a Dandara?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.