Pride

Para rebater proibição de Trump, Canadá convida pessoas trans a se alistarem nas Forças Armadas

POR NLUCON

Depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, declarou que vai aceitar nem permitir que pessoas trans se alistem nas Forças Armadas do país, os militares canadenses resolveram se manifestar a favor da população trans: eles disseram que as portas estão abertas.

Na conta oficial das Forças Armadas do Canadá no Twitter estava o recado: “Damos as boas-vindas aos canadenses de todas as orientações sexuais e identidades de gênero. Juntem-se a nós”.

Juntamente com o texto, foi publicada uma foto da Banda da Marinha Real Canadense desfilando nas comemorações do Dia do Orgulho LGBT, em Toronto. Ele também divulgada o link para um site do exército que informava oportunidades de trabalho nas Forças Armadas.

Vale dizer que no Canadá cerca de 200 pessoas trans estão nas Forças Armadas. E que o Departamento de Defesa do país pagou entre 2008 e 2015 um total de 19 operações de redesignação genital, tendo um custo total de 250 mil em 7 anos. Nos EUA, estima-se que há cerca de 2.500 militares trans, num efetivo de 1,3 milhão (consultoria Rand/ 2017).


DISCURSO DE TRUMP

Em seu anúncio feito nas redes sociais de quarta-feira (26), Donald Trump declarou que “o exército deve estar concentrado em vitórias decisivas e esmagadoras e que não pode ser prejudicado com gastos médicos e transtornos tremendos que transgêneros no Exército representariam”.

Porém a Associação Médica Americana defendeu que o custo financeiro teria um aumento de apenas 0,01 e 0,13 e que não há razão médica válida para incluir indivíduos transgêneros no serviço militar”.

“Indivíduos transgêneros estão servindo seu país com honra, e eles deveriam ter permissão para continuar fazendo isso (…) Nós deveríamos estar honrando seus serviços – não tentando encerrá-los”, diz a nota oficial. 

A medida, que ainda não se sabe quando entrará em vigor, reverte o acolhimento adotado em 2016 pelo ex-presidente Barack Obama. E mostra mais uma ação, movida pelo preconceito, contra os direitos básicos das pessoas trans.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.