Pop e Art Realidade

Luiz Bacci desrespeita travesti assassinada ao tratá-la no masculino e expor nome de registro


Por NLUCON

O jornalista Luiz Bacci desrespeitou a identidade de gênero de uma travesti que foi assassinada na última semana, em reportagem do Cidade Alerta, da TV Record. Ele, que apresentava o jornalístico policial, tratou Paola Oliveira (Moreira Silva) no masculino mais de 10 vezes e ainda informou o nome de registro dela.

Paola tinha 33 anos e foi assassinada a tiros na noite de terça-feira (10) por Edson da Silva, de 35 anos, em Luziânia, Goiás. Nas filmagens, é possível ver o rapaz se aproximar dela em um ponto de ônibus e disparar quatro tiros. Ele alegou que havia sido furtado e que se assustou com a movimentação dela, pensando que estava com uma arma. A polícia, todavia, não encontrou nenhuma arma com ela.

Na reportagem do Cidade Alerta, Luiz Bacci referiu-se a Paola diversas vezes como “o travesti”, “esse travesti” e informou diversas vezes o nome de registro. No GC, o título: “Travesti morto: a confissão do matador” e “Travesti atacado: detalhes do crime”.

Diferente de Bacci, a repórter Aline Barcellos chegou a tratar a travesti no feminino, mas também tropeçou ao expor o nome de registro da vítima. Somente ao fim da reportagem eles se referiram ao nome social da vítima, mostrando fotos nas redes sociais e dizendo que ela era bastante vaidosa.

Vale dizer que uma das lutas pela cidadania plena da população trans e travesti é que ela tenha o nome social – o nome em que ela se reconhece e é reconhecida na sociedade – respeitado. Também que seja tratada de acordo com a sua identidade de gênero – o gênero em que ela se reconhece. Desta forma, é sempre “a” travesti, “essa” travesti, “dela”, “ela”. Caso contrário, há desrespeito e preconceito à vítima mesmo após a sua morte.

Sobre o caso, Edson confessou o crime e deve ser indiciado por homicídio. Uma mulher declarou na reportagem que conhecia a vítima e que era uma pessoa maravilhosa. “Quem conhecia sabia que ela não mexia com ninguém. Não era uma pessoa má, era uma pessoa maravilhosa”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.