Pop e Art Realidade

Peça com Renata Carvalho na pele de Jesus é censurada de novo; agora em Pernambuco


Por NLUCON

A peça “O Evangelho Segundo Jesus – Rainha do Céu”, encenada pela atriz travesti Renata Carvalho, voltou censurada. Desta vez, o Governo do Estado de Pernambuco foi o responsável por cancelar o espetáculo que seria apresentado nos dias 26 e 27 de julho, durante a Mostra de Teatro Alternativa do 28º Festival de Inverno da cidade de Garanhuns. O tema deste ano é, vejam só…, “Um Viva à Liberdade”. 

Em nota, a Secretaria de Estado e Cultura declarou que o cancelamento se dá “diante da polêmica causada” e da “impossibilidade de prejuízos das parcerias estratégias e nobres que viabilizam a Mostra”. Disseram ainda que o Festival não foi feito para “dividir e estimular a cultura do ódio e do preconceito”. 

Vale destacar que a obra, escrita pela dramaturga mulher trans escocesa Jo Clifford e dirigida pela mulher cis Natalia Mallo, fala de respeito, amor, acolhimento e união e não desrespeita símbolos religiosos. E que a censura se dá, bem como ocorreu em Londrina, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador e Jundiaí (SP), porque a protagonista do espetáculo é a atriz Renata Carvalho. E, para eles, somente pelo fato de ela ser travesti é o impedimento para não interpretar Jesus. 

“Essa perseguição, esse ódio a peça sem ao menos conhecer seu conteúdo é porque comparamos e corporificamos Jesus de Nazaré em um corpo travesti. Jesus é a imagem e semelhança de todos menos de nés, pessoas Trans. É inapropriado, sem-vergonhice. Isso deve-se a imagem da travesti em nossa sociedade. Essa construção social, essa criminalização e folclorização em cima da imagem da travesti que ocorre devido a nossa exclusão e marginalização”, disse Renata a Miguel Arcanjo, do UOL.

A diretora Natalia Mallo escreveu nas redes sociais que o cancelamento da apresentação “é censura e violência de estado”. “É transfobia institucionalizada e respaldada por servidores públicos, organizados e grupos religiosos. Inacreditável, de longe o pior ataque desde que estreamos O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu”.

De acordo com a Folha Pe, o prefeito da cidade, Izaías Régis, procurou a Secretaria Estadual de Cultura para tirar a peça da programação. Ele chegou a ameaçar não ceder o Centro Cultural de Guaranhuns e foi para a imprensa dizer que não compactuava com a obra e que ela era ofensiva a grupos religiosos. Detalhe: ele admite que não assistiu. Já o colunista Carlos Eugênio informou que o Deputado Federal, Pastor Eurico, que é ligado a Igreja Assembleia de Deus em Pernambuco, chegou a alertar o Governo de que a continuidade da programação poderia gerar prejuízos eleitorais.

Segundo Renata, é preciso humanizar e naturalizar os corpos, as identidades e vivências transvestigêneres. E logo num Festival que seu tema esse ano é “Um viva a liberdade”, liberdade pra quem? Para que corpos? Quem pode frequentar esses festivais? Que medo é esse de uma peça de teatro?”, declarou.

Há nas redes sociais um abaixo assinado para que a peça seja apresentada. Você pode assinar clicando aqui

Confira nosso bate-papo com Renata Carvalho:

Anúncios

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.