Pride Uncategorized

Travesti Renata Hamana emociona ao falar sobre processo de reaproximação da filha: “Somos almas gêmeas”

renata

A história da Renata Hamana e sua filha Luana, de 25 anos, vem emocionando e inspirando muita gente. Elas, que moram em Campo Grande, MS, contaram em reportagem do G1 que foi preciso de um longo processo para que finalmente pudessem ter uma relação de amor, respeito e afeto.

Tudo porque Renata revelou que é travesti quando estava dentro de um casamento heterocisafetivo de 18 anos com a mãe de Luana, que na época tinha 12 anos. Sem saber lidar com a revelação, a ex-mulher não aceitava a transição e durante um tempo não queria que a filha convivesse com ela.

Renata diz que imaginava que a reação fosse ser complicada, mas que não esperava que a ex a proibisse de conviver com a filha. “Quando nos casamos eu incentivei a Joana a estudar e trabalhar, ela trabalhava o dia todo e eu trabalhava à noite, então era eu que cuidava da Luana. Sofri muito longe da minha filha, era eu que ia nas reuniões da escola, carregava ela no colo, ela sempre foi tudo para mim”, afirma Renata.

A decisão de revelar que é uma travesti aos 42 anos foi fruto de uma vida se escondendo, calada e vivendo em negação. “Fiquei doente e quando saí do hospital, meu pai me disse ‘Pare de sofrer, pare de chorar, vá viver sua vida sendo quem você é’ e isso fez toda a diferença. Hoje ele é idoso e sou eu que cuido dele. O apoio ajuda muito”, lembra Renata.

MEU PAI É MINHA HEROÍNA

Apesar das barreiras, quando Luana completou 16 anos a história teve outro capítulo. Ela começou a trabalhar como menor aprendiz e ter o seu próprio dinheiro, podendo comprar o próprio celular. Por meio dele, tentou falar mais com Renata. Os encontros ocorriam fora do trabalho, na faculdade, ao comer espetinho, tentando ficar próxima o máximo possível.

Ela diz que a identidade de gênero de Renata nunca interferiu em nada: “Eu só enxergava o amor, para mim nunca fez diferença”. E que toda a trajetória dela é inspiradora: “Meu pai é minha heroína, ele passou e ainda passa por muita coisa para poder ser quem é”, conta.

Hoje até mesmo Joana, a mãe de Luana, tem uma relação bem diferente com a ex de alguns anos. “Eu demorei um tempo para aceitar, cheguei a ficar depressiva, mas depois de um tempo vi que aquilo não era para mim e fui cuidar da minha vida, estudar e seguir em frente. Hoje sou pedagoga e estou me especializando em educação especial. A diferença é para ser compreendida”, diz.

Tanto que Luana mostra uma foto do aniversário da mãe, em que Renata fez o bolo. “Hoje elas são amigas, até demais”, diz aos risos. “É bom demais poder manter essa relação positiva hoje para que a nossa filha seja feliz. A Luana é tudo pra mim, eu faço qualquer coisa pela minha filha. Meu sonho é vê-la formada e realizada, ela é minha grande parceira. Nós somos alma gêmeas”, comemora Renata.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.