Alana Vargas mostra marcas da transfobia em performance no Ministério Público de SE

44948367_2322637171291756_9044645206284042240_n

A artista Alana Helena Vargas mostrou nesta sexta-feira (26) as marcas da transfobia em uma performance-manifesto durante o  I Encontro Estadual sobre o Pacto de Enfrentamento à Violência LGBTfóbica, promovido pelo Ministério Público de Sergipe. A performance emocionou e foi aplaudida em pé pelos presentes.

No palco, Alana aparece já com hematomas no rosto, sendo agredida e ofendida por um ator. A artista pede ajuda para os presentes e corre até eles, que permanecem em silêncio. No telão, são exibidas diversas fotos de travestis que foram assassinadas.

Dentre elas, está o vídeo em evidencia o caso de Dandara dos Santos – travesti que foi brutalmente agredida e assassinada por diversos homens em plena luz do dia, em maio de 2017, no Ceará.

“A minha apresentação se chama Paremos a Transfobia. Ela foi pensada para que possamos conscientizar as pessoas sobre a violência e o assassinato de pessoas trans. Estamos pedindo a colaboração das pessoas para que se juntem a nós pela nossa causa. As cenas de violência são para chamar atenção de como somos tratadas e como as coisas acontecem de fato, de forma brutal”, declara Alana ao NLUCON.

Por fim, a artista dubla a música And I Am Telling You I’m Not Going, de Jeniffer Hudson, e homenageia diversas militantes. “Faço uma homenagem a Jovanna Cardoso, que é matriarca do movimento trans, Keila Simpson, Marina Reidel, Cleonice Araújo, Anyky Lima, Linda Brasil e Chopelly. É uma maneira de reconhecer a importância e dizer que precisamos de mais pessoas na luta”.

Após a apresentação, Alana afirma que recebeu um depoimento significativo. “As pessoas aplaudiram em pé, mas o que mais me chamou atenção foi uma senhora que veio me cumprimentar e disse que, apesar de já ter escutado falar sobre transfobia, nunca imaginou que fosse dessa maneira. Ela também disse que estaria conosco. Fiquei feliz porque o objetivo foi alcançado. Tem gente que acha que é exagero quando falamos sobre o preconceito, mas as imagens do vídeo são reais e mostram a perversidade em que somos submetidas”, declara.

Alana afirma que se apresenta artisticamente há 15 anos em encontros nacionais, regionais e estaduais voltados para a população trans. Ela, que é secretária de arte e cultura da ANTRA (Associação Nacional de Travestis e Transexuais), diz que sempre procura trazer alguma mensagem em suas apresentações. No dia 17 de novembro, ela volta em uma universidade privada de Aracaju para apresentar novamente a performance.

O evento foi realizado pela Procuradoria-Geral de Justiça, por meio da Escola Superior e do Centro de Apoio Operacional de Defesa dos Direitos Humanos. O objetivo foi apresentar o Pacto Nacional de Enfrentamento à Violência LGBTfóbica às entidades governamentais, aos movimentos sociais e à população sergipana. Trata-se de uma proposta do Governo Federal que visa articular ações de enfrentamento à violência contra a população LGBT em cinco eixos: prevenção; investigação e responsabilização; reparação; promoção e participação e transparência. Para cada eixo as secretarias que aderirem ao Pacto poderão propor ações que atendam os objetivos de cada eixo proposto.

O Encontro teve como palestrantes a diretora de Promoção dos Direitos LGBT da Secretaria Nacional de Cidadania do Ministério dos Direitos Humanos, Marina Reidel, o pesquisador e doutorando pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC/RJ), Moisés Santos de Menezes, o promotor de Justiça e diretor-geral da ESMP, Newton Silveira Dias, Júnior, o promotor de Justiça, membro da Comissão de Promoção dos Direitos LGBTs do MPSE e membro da Comissão de Direitos Humanos do Grupo Nacional de Direitos Humanos, Ricardo Sobral Sousa, dentre outros.

44950354_2322637264625080_5208798309224808448_n
Objetivo do encontro foi apresentar o Pacto Nacional de Enfrentamento à Violência LGBTfóbica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.