Realidade Uncategorized

Caitlyn Jenner se arrepende de apoiar Trump: “Eu estava errada, a comunidade trans está sendo atacada”

0_MAIN-MAIN-Caitlyn-Jenner-and-Donald-Trump

Caitlyn Jenner veio a público dizer neste mês que se arrepende de ter apoiado e ter feito campanha para Donald Trump durante as eleições dos Estados Unidos em 2016. Ela declara que, após Trump ter uma série de ações contra os direitos das pessoas trans, percebeu que estava absolutamente errada.

“Eu estava completamente errada sobre Trump. Apesar das críticas que recebi de segmentos da comunidade LGBT sobre engajar-se com este governo, continuei esperançosa por mudanças positivas. Infelizmente eu estava errada”, declarou em reportagem do Washigton Post.

Caitlyn afirma que chegou a se encontrar com membros do Congresso para abordar e pressionar questões referentes à população LGBT. Porém apesar de a conversa ter sido aparentemente bem-sucedida, as atuais medidas de Trump mostrou que o objetivo dele é atacar a população LGBT, sobretudo trans.

Dentre as novas medidas contra os direitos trans, Trump agora quer redefinir sexo, tendo como alternativa o genital de nascimento, que segundo ele seria imutável. A mudança revogaria a medida de proteção às pessoas trans feitas por Barack Obama, que permite a retificação de documentos, o respeito a identidade de gênero, inclusive indo aos banheiros.

Segundo Caitlyn, a comunidade trans já é marginalizada e passa por dificuldades. Mas agora está sendo “amplamente atacada pelo presidente”, uma vez que ele ignora a humanidade e não mostra consideração. “Ele insultou a nossa dignidade. Ele transformou as pessoas trans em peões políticos enquanto ele levanta a animosidade contra nós em uma tentativa de energizar o segmento mais direitista de seu partido, alegando que suas políticas anti-transgênero são destinadas a proteger o país”.

Caitlyn declarou que agora não está mais apoiando Trump e que está aprendendo com seus erros. “Minha esperança nele – neles – foi equivocada, e eu não posso apoiar ninguém que está trabalhando contra a nossa comunidade. Eu não apoio Trump. Eu devo aprender com meus erros e seguir em frente”.

Nas redes sociais, ela chegou a compartilhar uma imagem com a frase: “Pessoas trans não serão invisibilizadas”. Mas o público não esqueceu da contribuição dela. “Você não ligou para o racismo e o machismo dele porque não te atingiam. Agora você quer ajuda porque se sente da mesma forma que dissemos que ele te trataria”, disse uma internauta em uma das postagens mais repercutidas.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.