Pop e Art Pride Uncategorized

O adeus de Apolo Pinheiro, cantor, músico e ativista trans, aos 29 anos

44023043_1880342408682103_6280242905542033408_n

O cantor, músico e ativista trans Apolo Pinheiro deu adeus aos 29 anos. Ele estava internado desde o dia 2 de novembro no Hospital do Servidor Público Municipal, em São Paulo, vítima de um vírus raro e desconhecido no cérebro. Na última sexta-feira (09), ele teve uma parada cardíaca e passou a respirar por aparelhos. Nos últimos dias, o cantor teve complicações na região cerebral e não resistiu.

A informação foi confirmada pela esposa de Apolo, Carol Nery, que disse ao NLUCON que os aparelhos serão desligados nesta sexta-feira (16). “Não foi e não está sendo fácil. Eu estou destruída. Sei que ainda estou de pé porque ele está do meu lado me fortalecendo. Durante todos os dias eu dizia que o amava e ele dizia que me amava. O apolo é um ser de luz. Vai sempre ser”, declarou ela, que está casada há três anos.

Segundo Carol, Apolo viajou para Mato Grosso no dia 6 de outubro e para Rondônia no dia 19 de outubro para realizar shows de sua turnê Tributo a Cássia Eller e Nando Reis. A partir do dia 20, ele começou a sentir dores de cabeça, que não passavam. “Fomos inúmeras vezes ao hospital, mas os médicos só passavam remédio na veia e mandavam pra casa. Às vezes fazia exame de sangue, mas dava normal”, recorda.

Apolo ficou indo ao hospital por uma semana, reclamando das insistentes dores de cabeça. Houve uma suspeita de que o cantor teria ingerido água contaminada, o que não foi confirmado e nem se ela poderia ter relação com seu estado de saúde: “Ele fez um percurso de ônibus de Rondônia e bebeu água do ônibus. Não sei se estava contaminada, mas de toda forma não é confiável. Em nenhuma dessas viagens eu fui, então só sei pelo que ele me falou”.

No dia 2 de novembro, ele teve uma crise muito forte, perdeu a consciência e foi levado pela esposa para a emergência. “Desde então ficou internado. A consciência voltou 24h depois, mas as dores não passavam e o quadro infeccioso do cérebro não melhorava”, diz Carol. Na última sexta-feira (09), dia do casamento de Apolo com Carol, ele teve uma parada cardíaca e passou a respirar por aparelhos.

“Eu acompanhei todos os dias do Apolo no hospital. Dias, noites, madrugadas… Ele sentia muita dor, vomitava, dizia que queria sair dali, marcou um show pra sexta! Ele queria viver”, conta.

Enquanto realizavam diversos exames, os médicos alegavam que o vírus é raro e que não conseguiram diagnosticar. “Disseram que era meningoencefalite viral, mas não sabem que vírus foi esse. O exame de medula óssea deu negativo para meningite. Eles não conseguiram e nem conseguirão descobrir qual foi o vírus que levou meu marido. É desesperador”, lamenta Carol. “Infelizmente estamos perdendo o Apolo. Os aparelhos serão desligados amanhã”.

ESPOSA TAMBÉM TEVE SINTOMAS

Carol também teve os mesmos sintomas que Apolo e chegou a ser internada. No sábado (10), ela informou por meio das redes sociais que ela também estava internada. “Ele está entubado. Eu estou internada, mas ainda consciente e no início da doença. Sinto o vírus tomar meu cérebro e meu corpo parte por parte”, escreveu.

Ela chegou a fazer alguns exames, mas também não teve diagnóstico. Ela teve alta há alguns dias, mas ainda está em observação. “Os médicos querem ficar em alerta, pois como não descobriram o vírus é importante ficar atento. Me deram alta para eu lidar com essa situação e se eu piorar eu volto a me internar. Não sei como ainda estou de pé”.

“Quero muito não estar doente… Vou fazer todos os exames possíveis”, declara.

Ainda que também estivesse passando por problemas de saúde, Carol diz que fez de tudo para que o hospital respeitasse o nome e a identidade de gênero do cantor. “Não tinha um funcionário daquele hospital que o desrespeitasse. A família também deverá respeitá-lo. Todas as pessoas estão respeitando a luta do meu marido em relação ao gênero dele, nunca vou permitir que isso seja diferente”.

ADEUS

Diante dos preparativos insperados para o velório e enterro, os custos ficaram muito altos. Carol e outros familiares estão buscando ajuda por meio de doação para prestar essa homenagem ao cantor.

Você pode contribuir por meio de depósito nesta conta, que é do pai de Apolo: Bradesco, agencia 2391, conta corrente 11324-7, Manoel Aloísio Pinheiro de Almeida CPF 066.931.028-08.

O velório será neste sábado (17) Salão do cemitério parque Jaraguá (KM 23 Anhanguera). Ele será a partir das 5h. E o sepultamento está marcado às 11h. A família pede para que levem muitas flores.

38016037_1760344070681938_3715295828009549824_n

TALENTO MARCANTE, CORAÇÃO DE OURO

Apolo tinha oito anos de carreira e cantava o melhor do rock nacional e clássico. Se apresentava em palcos e bares de todo o Brasil, além de divulgar diversos vídeos no Youtube. Com sua voz rouca, rasgada, afinada, talento para tocar diversos instrumentos e interpretação marcante, sempre levou o público a experiências inesquecíveis.

Algumas de suas performances mais emocionantes envolvia o Tributo a Cássia Eller (1962-2001), sendo que o último show também trazia Nando Reis ao repertório. Ele chegou a se apresentar em diversos programas de TV, como o Domingão do Faustão, da TV Globo, sempre sendo elogiado pelo trabalho.

Apolo também mostrava o lado militante ao participar de campanhas e matérias em prol dos direitos das pessoas trans. Participou, por exemplo, do programa Caminhos da Reportagem, do Canal Brasil, para falar sobre a vivência trans. Na atração, ele disse que chegou a viver um período conturbado com a família, mas que já havia passado. Também sempre apoiou o nosso site, participando de campanhas de divulgação e até nos ajudando na leitura prévia de reportagens.

Apolo deixa o legado do talento, da gentileza, do respeito e da união. Deixou também uma legião de fãs e admiradores por onde passou e tocou por meio de sua arte. Um verdadeiro exemplo de artista, ativista e ser humano. Tinha um coração de ouro. Nós lamentamos profundamente a morte de Apolo e deixamos os nossos sinceros sentimentos a esposa, familiares, amigos e fãs. Apolo virou estrela e hoje deve estar fazendo dueto maravilhoso com Cássia.

Este site também é dedicado a ele!

Confira alguns vídeos de Apolo: 

Anúncios

5 comentários

  1. Conhecia o Apolo do Facebook,más não tinha o costume de conversar com ele,no dia 1 de junho eu sonhei que ele havia falecido,e contei pra ele,nesse dia ele me disse que eu era a terceira pessoa que havia dito isso,e disse que estava com medo,fiquei muito triste e chocada 😢

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.