Colunas Destaque Psicólogo responde Uncategorized

O que a participação de pessoas trans em reality shows tem nos mostrado ao longo dos anos?

pessoas trans em reality show
Ariadna Arantes, Thales Alves e Márcia Rocha

O ano de 2018 (ou boa parte dele) foi marcado por uma maior atenção dos grandes veículos de comunicação para a população trans e travesti. Alguns de maneira saudável, outros nem tanto. Mas foi interessante poder acompanhar histórias sendo contadas em novela, participações em diversos programas, documentários entre outros formatos.

É certo que pessoas trans em grande mídia não é algo novo (alô Roberta Close nos anos 80!), mas talvez o grande diferencial do momento em que vivemos seja uma pequena diminuição (que ainda não acabou) da fetichização das nossas identidades, da real escuta da nossas histórias e demandas.

Pensando em reality shows especificamente, o cenário não fica diferente. As poucas participações passaram a acontecer no começo dos anos 2000 (não podemos esquecer de Bianca Soares na Casa dos Artistas, do SBT em 2004, e Ariadna Arantes no BBB11, da TV Globo, em 2011), acompanhadas de bastante repercussão e principalmente a já conhecida transfobia.

Atualmente, começo de novembro, Márcia Rocha deu início a sua participação no reality “1 por todos”, na Band (para saber mais sobre clique aqui). Há poucos meses o programa MasterChef profissionais da mesma emissora também contou com a participação do talentoso chef, Thales Alves. E o que isso diz para os grandes veículos de comunicação? E, mais importante, o que isso pode nos dizer?

Se pararmos para pensar a mensagem para a cisgeneridade é bem nítida: além de sermos muito bons em ser quem somos e algumas vezes pagamos um preço alto por isso, somos pessoas que tem o direito de ser (incríveis) outras coisas também. Advogados/as, atores ou atrizes, chefs, psicólogos/as, cantores/as, dançarinos/as, professores/as, desenhistas ou cartunistas…Nossas identidades não se resumem apenas ao gênero.

Para a comunidade trans e travesti a mensagem (do meu ponto de vista) é ainda mais importante: todos os espaços podem (e devem) ser nossos. Que nossa identidade não nos tira uma gota sequer de capacidade e o que realmente nos falta é oportunidade em uma sociedade pautada no racismo, machismo e transfobia. A participação dessas pessoas em programas como esse, que tem um alcance considerável, podem causar um impacto muito positivo em cada um de nós. A possibilidade de torcer, se envolver, vibrar ou até mesmo se entristecer com uma pessoa trans em um programa de televisão (que não nos torne motivo de piada) nos fortalece e acaba sendo um sopro de esperança em um momento de muita violência e invisibilidade.

Encerro com a fala de Thales Alves, participante do programa MasterChef Profissionais (que me marcou muito):

“Eu sei que eu estou aqui não é porque eu sou um cara trans…É porque a minha ‘mão trans’ faz uma comida boa pra car*lho”

psicologo

Thomaz Oliveira, psicólogo (CRP 06/145487)
É formado pela Universidade Paulista e realiza atendimento clínico para adolescentes, adultos e idosos sob a ótica psicanalista nas cidades de Santos e São Paulo. Também realiza palestras sobre diversidade sexual e de gênero, e é colunista do NLUCON, respondendo perguntas e dúvidas dos leitores e fortalecendo a relação entre a Psicologia clínica e a população trans e travestis. 

Contatos Thomaz:
Celular: (13) 99710-0882
thomaz.psicologia@gmail.com
fb/insta: @thomaz.psicologia


Quem tiver alguma dúvida e quiser a resposta do psicólogo Thomaz deve enviar a pergunta para o e-mail holtneto@gmail.com com o título Dúvidas Thomaz Oliveira. A cada coluna ele responderá um tema ou pergunta. Caso prefira que seu nome não seja exposto, garantimos o anonimato

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.