Belinho, pai da MC Melody, fala sobre boatos de que é homem trans

Belinho
Melody e o pai, Belinho

Anda circulando nas redes sociais um rumor de que Thiago Abreu, mais conhecido como Belinho, pai da cantora mirim Melody, é um homem trans. Após ser indigado por diversos leitores que buscavam a veracidade da história, o NLUCON apurou e informa: é fake. Belinho é um homem cis.

O rumor surgiu devido a diversas fotos de Belinho nas redes sociais, que estariam dentro de estereótipos e estigmas ligados a homens trans, bem como uma cicatriz abaixo do peito, voz feminina e rosto delicado. Isso aumentou com o fato da mãe de Melody nunca aparecer e os fãs cogitarem que Belinho teria gerado Melody e a irmã Bela Angel.

O boato foi desmentido pelo próprio Belinho, que declarou ser homem cis (foi designado homem ao nascer e continua se definindo como homem) e que todo o rumor não passa de imaginação das pessoas. Ele ainda publicou uma foto com a mãe da Melody, Dayane. “Família toda aí, gente doida”.

Ao programa Balanço Geral, ele comentou: “Essa história começou há muito tempo e o pessoal vive pegando no meu pé. Mas não, gente, eu não sou o pai/mãe de Melody, sou só o pai e vivo com elas proque a gente trabalha juntos dia e noite e a mãe delas trabalha e naõ gosta de se expor, não gosta de aparecer e a gente respeita este lado dela”.

Ainda que a história seja fake news, vale dizer que muitas das teorias levantadas escondem estereótipos e estigmas, que nem sempre estão no corpo ou na vida de homens trans. Muitas vezes, também escondem transfobias conceituais ao dizer que ele seria “mãe” (ainda que fosse homem trans, seria pai) ou mulher (homens trans são pessoas que foram designados mulheres ao nascer, mas que se identificam com o gênero masculino e são homens).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Vale dizer ainda que a especulação em cima da identidade de gênero das pessoas – bem como tirá-las do armário à força – pode ser avaliada como uma violação de seus direitos. Afinal, ao ter a questão trans revelada sem consentimento, a pessoa pode ser exposta a uma série de constrangimentos, preconceitos e violências – lembrando que o Brasil é o país que mais mata pessoas trans em todo o mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.