Eventos Pop e Art Pride Uncategorized

Belo Horizonte recebe 1º Festival TransViva para celebrar arte e vidas trans

urias
Urias é uma das atrações do TransViva

Para celebrar o Mês da Visibilidade Trans, artistas e ativistas trans e travestis vão promover gratuitamente, de terça-feira (22) até o dia 29, o Festival TransViva, que ocorre no Centro de Referência da Juventude, na Praça da Estação e sob o Viaduto Santa Tereza, em Belo Horizonte. Trata-se de um manifesto artístico e político pela vida das pessoas trans.

O projeto, cuja equipe é composta por pessoas LGBT, sendo maioria transgênera, negra e jovem, conta com rodada de negócios, oficinas de qualificação profissional, apresentações culturais, mesas de debates, exposições e oficinas artísticas.

“O Brasil é o país que mais mata travestis e transexuais no mundo. É nesse contexto que surge a provocação para a idealização de um festival que celebre a vida de pessoa trans em sua plenitude. Queremos viver, não apenas sobreviver”, declara a artivista Juhlia Santos, que é idealizadora do Festival.

Dentre os destaques da programação estão a Rodada de Negócios na quinta-feira (24). Será um encontro entre empresas que possuem profissionais trans em seus quadros de funcionários e organizações diversas, em busca de discutir e promover a empregabilidade trans. Sábado (26), rola a Praia da Estação, um evento colaborativo que já é tradicional na cidade e que terá uma edição especial no Festival.

Outro destaque ocorre no domingo (27), com o show da cantora Urias no Viaduto Santa Tereza. Urias é natural de de Uberlândia e se tornou conhecida nacionalmente após a participação no CD da cantora Pabllo Vittar. Já na terça-feira (29), será apresentado o espetáculo teatral paranaense Grazzi Ellas, que reflete sobre corpos trans na arte, questionando padrões sociais femininos e a pressão social que molda esses corpos.

“O espaço das artes é propício para se discutir essa realidade com liberdade. O Festival TransViva promove contato direto entre pessoas trans e cisgêneras. A partir da interação e contato com corpos de diferentes configurações e ao repertório de cada pessoa, vão se quebrando as barreiras da marginalização dos corpos trans, cedendo lugar ao que realmente importa: o respeito ao lugar de fala e de escuta, a quebra de preconceitos e o respeito pelas diferenças. Ou seja, somar corpos para transformar, ressignificar espaços, transbordar as mentes que um dia se fecharam”, finaliza Juhlia.

O TransViva foi financiado pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte.

Festival Transviva (1).png

>>> PROGRAMAÇÃO<<<

22/01, terça-feira
13:00 – 18:00 | oficina Stencil – Bruno Ulhoa
19:00 – 22:00 | mesa Ser TransViva – Indianare Siqueira (RJ)
Local: CRJ

23/01, quarta-feira
13:00 – 18:00 | oficina Cinema – Arthur Medrado
19:00 – 22:00 | mesa Transfeminismo – Erika Hilton (SP)
Local: CRJ

24/01, quinta-feira
13:00 – 18:00 | oficina Coach de carreira – Adriana Roque
19:00 – 22:00 | Rodada de Negócios
Local: CRJ

25/01, sexta-feira
13:00 – 18:00 | oficina Teatro – Ave Terrena
18:00 – 22:00 | “Um olhar em construção” (exposição de fotografias de artistas trans) – Bernardo de Castro, Bernardo Enoque, Luna Ventura + Intervenção artística com Mascucetas, Dandara Vital e Ave Terrena
Local: CRJ

26/01, sábado
13:00 – 19:00 | Praia da Estação + Adesivaço
Local: Praça da Estação

27/01, domingo
19:00 – 00:00 | shows – Urias, MC Glan, Titi Rivotril, Kaíque Teodoro, DJ Josef, Pelas DJ, As Talavistas
Local: Viaduto Santa Tereza

28/01, segunda-feira
18:00 – 22:00 | mesa Trans pop de rua – Mel Campus (PR)
Local: CRJ

29/01, terça-feira
19:00 – 22:00 | mesa Transfobia e Racismo – Bernardo de Castro (RJ) + “Grazzi Ellas” (espetáculo teatral) – Mel Campus
Local: CRJ

Para as pessoas que participarem das mesas de debate e oficinas, serão oferecidos certificados, devendo a interessada inscrever-se no formulário disponível nas redes sociais do Festival (@transvivafestival).

Ficha Técnica:
Realização: Juhlia Santos
Produção: Giovanna Heliodoro e Nathália Orleans Barcelos
Assistência de Produção: Rebeca Ferreira Cornélio, Ariel Lovegood, Renato Augusto Vieira, Aisha Brunno e Jô Arllen
Comunicação: Lázaro dos Anjos e Brígida Alvim
Arte: Tulio Colombo Correa
Apoio: Centro de Referência da Juventude – CRJ
Incentivo: Prefeitura de Belo Horizonte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.