Em conferência, Ashley Judd revela ter sobrevivido a três estupros e defende aborto legal

ashley-judd-person-of-year-2017-facebook

Por Aline Eger

A atriz e ativista pelos direitos das mulheres Ashley Judd chamou atenção no dia 11 de abril durante o seu discurso na conferência Women in The Word, em Nova York, ao falar sobre aborto. Ela revelou que sobreviveu a três estupros e disse que chegou a abortar devido a uma gravidez decorrente de um desses episódios.

Aos 50 anos, a atriz afirma que “ter tido acesso ao aborto legal e seguro foi pessoalmente muito importante para mim. A democracia começa com a sua própria pele e ninguém deveria regular o que fazemos com o nosso corpo”.

O aborto é legalizado nos Estados Unidos desde 1973, mas vem sofrendo ameaças de ser abolido pelos legisladores republicanos mais conservadores. Além da violência sofrida, a atriz informa que, de acordo com as leis do estado de Kentucky, onde ela vivia, o estuprador teria direito a paternidade.

Criada pela britânica Tina Brown, a conferência Women in The World reúne lideres femininas da política, jornalismo, ativistas sociais de todo mundo para dividirem suas experiências e debaterem ações  pela promoção de vidas melhores para mulheres e meninas.

Iniciada em 2010, a convenção comemorou seus dez anos de realização com a presença de nomes como Oprah Winfrey, Viola Davis, Hilary Clinton, Priyanka Chopra Jonas, Amber Ruffin, Susan Rice, dentre outros. Outros temas foram tratados no evento, como o acesso a democracia, segurança, papel das mulheres na política e respeito a diversidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.