Ir para conteúdo

Bernardo Ribeiro exalta beleza dos homens trans no Mister Rio de Janeiro 2019

mister3

O estudante de educação física e modelo Bernardo Ribeiro, 23 anos, atraiu todos os olhares durante o Mister Rio de Janeiro CNB 2019, que ocorreu no domingo (26). Ele é o primeiro homem trans a participar da competição, exibir sua beleza e a levantar a bandeira da diversidade aos jurados e ao público.

Na concurso de beleza, Bernardo representou Rio das Pedras e disputou o título com outros 19 homens, todos cisgêneros. A inclusão de homens trans no Mister Rio CNB se deu neste ano, após competições internacionais, bem como Mr. World e Mister Internacional, que são representados pelo CNB, divulgarem no último ano que passariam a aceitar candidatos trans.

Henrique Fontes, diretor do CNB, no Brasil, afirmou que a inclusão de pessoas trans é feita com “grande alegria” no Concurso Nacional de Beleza. “Todos que fazem parte de nossa empresa, acreditamos que a aceitação dessas pessoas representa um passo muito significativo para os concursos de beleza no Brasil. O respeito, a diversidade, o amor ao próximo e a tolerância, são valores que cultivamos. Esperamos que o Bernardo seja o primeiro de muitos, as portas estão abertas”, disse no site do concurso.

Sendo assim, Bernardo afirma que conseguiu realizar o sonho, até então distante, de ocupar o espaço que não contemplava homens trans enquanto modelo e mister. “Quando ouvi na minha agência que as inscrições para o concurso estadual estavam abertas, me inscrevi no casting e passei. Foi um momento de grande felicidade e, mais do que isso, de aceitação pela pessoa que eu realmente sou”.

Durante o concurso, o mister desfilou com trajes formais e de moda praia. Bernardo inclusive atravessou a passarela sem camisa, exibindo o peitoral sem qualquer cirurgia masculinizadora. Um ato de empoderamento e de autoestima, que evidenciou que corpos trans são diversos e que em todos eles há belezas.

1

Apesar da repercussão e da torcida para que Bernardo levasse a faixa, a diversidade não prevaleceu nos votos dos jurados e no resultado do concurso. Quem venceu foi o engenheiro, modelo e jogador de basquete João Elias Mothé, homem cis, branco, de 1.98m de altura e 24 anos. Ele irá concorrer ao Mister Brasil, em setembro.

Para a Bernardo, a própria participação já é vitoriosa, tendo em vista que não é individual, mas coletiva. “Muitas pessoas agora sabem que podem sonhar. Abro uma porta para milhares de trans, homens e mulheres, que estão me acompanhando e sabem que também poderão estar aqui um dia. É sentimento de libertação”, frisou.

Em entrevista ao NLUCON, ele declarou: “Foi muito legal, uma experiência bacana, toda essa galera me respeitou. Agradeci a todos os misters por terem me respeitado, sido carinhosos e legais comigo, sem nenhum preconceito”.

Ao divulgar a foto de Bernardo no site do concurso, a organização parabenizou o pioneirismo do mister: “São tempos de inclusão, respeito, ou no mínimo, de tolerância, valores que sempre fizeram parte da nossa organização. É uma porta que está sendo aberta e que jamais deverá ser fechada. Parabéns ao Bernardo pela coragem e por abrir caminho para tantos que sonham e agora podem chegar lá!”.

57183766_2569474039733725_2897696550643826688_n

mister1
Bernardo (ao centro) e os demais misters da competição de 2019

homemtrans1 mister1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: