Beleza Pride Realidade Uncategorized

Após “dia da beleza”, Ana Paula – mulher trans em situação de rua – ganhará curso e emprego no RN

46852db1aa71208bcc9a7e848a881592

Dia 24 de maio seria apenas mais um dia dentre muitos outros enfrentados por Ana Paula. Uma mulher transexual de 40 anos, que foi expulsa de casa aos 15 e que vive em situação de rua e vulnerabilidade social em Natal, Rio Grande do Norte. Mas foi o dia em que a vida – e um salão de cabeleireiro especializado em cabelos loiros – decidiu sorrir e se abrir um pouco mais para ela.

Ana Paula estava com fome e foi procurar comida no lixo em frente ao salão de beleza. Ela chamou a atenção da proprietária, a cabeleireira Tatiana Van Campo, que voltava para buscar a bolsa, e foi convidada para entrar e se alimentar dentro da cozinha do estabelecimento. Foi lá que teve a oportunidade de contar um pouco da sua história – marcada por muitas violências e transfobias – sensibilizar a equipe e pedir para fazer a sobrancelha em troca de uma faxina no salão.

Tatiana conta que sua intenção inicialmente foi tentar acolher Ana Paula, ofertar carinho, amor e um dinheiro para que ela pudesse pagar uma estadia e alimentação futura. Tanto é que, três dias depois, na segunda-feira (27), ao encontrar novamente com ela, decidiu oferecer um “dia de beleza” completo no salão. Ana Paula deu um sorriso que Tatiana diz jamais esquecer. “Nós fizemos a transformação para tentar diminuir um pouco a dor dela”, declarou.

O resultado do carinho e do trabalho podem ser vistos nas fotos publicadas na página do salão no Facebook. Ana Paula aparece com os cabelos cuidados, bem maquiada e com um sorrido largo, demonstrando estar muito feliz. Após os cuidados, elas se abraçaram, as lágrimas rolaram. O momento de afeto viralizou nas redes sociais e inspirou muita gente de todo o Brasil. Até mesmo as clientes que, num primeiro momento, torceram o nariz para a presença de Ana Paula, passaram a apoiar a iniciativa do salão.

61988098_2390015254383693_4485415229760471040_o-1

Ana também ganhou tratamento dentário e dinheiro para visitar a mãe, que mora no Ceará Mirim, há 86 km de Natal, onde está viajando atualmente. Apesar da ajuda pontual, a cabeleireira não estava totalmente tranquila com o futuro de Ana Paula ou satisfeita com o que ofereceu para que ela encontrasse mais conforto em sua vida. Ela diz que não dormiu bem pensando na maneira como poderia ajudá-la. Até que veio a ideia: “um emprego no salão Class das Loiras”.

“Ana Paula merece uma chance. Quero que ela faça parte da nossa equipe. Estamos em reunião para ver como encaixá-la para fazer parte do nosso time”, afirmou a proprietária, que pretende ministrar um curso profissionalizante para Ana Paula. Vale dizer que o espaço emprega outra mulher transexual, Jéssica Mendes, que trabalha no espaço – e que chegou a participar do dia de beleza de Ana Paula – desde 2014.

Jéssica diz que já sentiu na pele a transfobia e que espera que ações positivas sejam mais rotineiras e menos chocantes para as pessoas. Aliás, Tatiana frisa que ações positivas não precisam ser publicizadas e que chegou a cogitar não divulgar a ação solidária, pois o objetivo não é aparecer. Contudo a postagem foi feita para que outros colegas de profissão possam se inspirar e, por solidariedade e empatia, também façam bem, levem alegria e aumentam a autoestima de pessoas que, assim como Ana Paula, também merecem carinho, respeito, cuidado e amor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.