Ir para conteúdo

Escritora e diretora Luh Maza leva olhar trans para livro “Dramaturgia Negra”

luhmaza1

Luh Maza é uma das autoras do livro “Dramaturgia Negra” (Funarte), que será lançado neste domingo (09), às 15h, durante o festival Brasil Cena Aberta, na Praça das Artes, em São Paulo. A obra traz peças encenadas no Brasil e Mundo e Luh contribui com seu olhar enquanto atriz, diretora, escritora, dramaturga, artista negra e mulher trans.

Considerada uma publicação histórica, o livro conta com 16 textos teatrais escritos por dramaturgos e dramaturgas negras. Algumas narram a vida na periferia, outras sobre antepassados, há narrativas realistas, míticas e até de ressignificação. Elas ajudam a entender, refletir e ressaltar a população negra no Brasil contemporâneo.

Todos os textos e obras conquistaram sucesso de público em diversos lugares do Brasil e do mundo e fazem parte do registro de uma transformação cultural envolvendo artistas negros, que “historicamente tem sido alijados dos processos de legitimação cultural no país”, como escreve Miguel Proença, presidente da Funarte, na orelha do livro.

“O material foi organizado na contramão da história oficial, rompendo com a escassa representação da dramaturgia negra no meio acadêmico, constituindo-se como um portal para uma outra história possível, que se utiliza das impossibilidades para criar as múltiplas narrativas de um povo negro brasileiro”, diz o curador Eugênio Lima, responsável pela seleção das obras ao lado de Julio Ludemir.

Para Luh, o livro é um “encontro de resistência e vitória”, tanto por serem todos artistas negros do Brasil de hoje, terem uma produção que merece destaque quanto por criarem novas narrativas que historicamente foram silenciadas. “Vivemos um momento em que a identidade do autor e sua obra dialogam e vai de encontro ao Lugar de Fala tão importante para reparar as assimetrias da nossa sociedade. É incrível estar ao lado de outros 15 escritoras e escritores negros do teatro brasileiro”.

CARNE VIVA

Luh é autora da peça “Carne Viva”, em que três artistas, entre cis e trans, interpretam a protagonista Uma Mulher. Trata-se de um monólogo de fluxo de consciência que, em meio a carne e sangue, traz o relato das vivências de Uma Mulher. Ela conta sobre sua vida ao lado do marido refletindo sobre domesticação, patriarcado e suas vivências.

Ao NLUCON, a dramaturga explica que “Carne Viva” foi escrito quando ela tinha 16 anos e que foi inspirado em pesquisas de como o feminino foi sendo construído historicamente, principalmente dentro do matrimônio cristão.

“É curioso porque há 16 anos, eu escrevia um texto em primeira pessoa no feminino, e hoje, depois da minha transição social de gênero – quando me coloquei abertamente como a mulher que sou – o texto ganhou ainda mais sentido. Quando o convite para a antologia surgiu eu escolho a republicação de Carne Viva, agora finalmente assinado pelo meu nome feminino”, disse.

Ainda há peças como “Esperando Zumbi”, de Cristiane Sobral, “Ialodês”, de Dione Carlos, “Vaga Carne”, de Grace Passô, “Farinha Com Açúcar ou Sobre a Sustança de Meninos e Homens”, de Jé Oliveira, “Buraquinhos ou O Vento é Inimigo do Picumã”, de Jhonny Salaberg, dentre outros.

 SERVIÇO

Lançamento do livro Dramaturgia Negra

Domingo, 9 de junho de 2019, a partir de 15h
Na programação do Brasil Cena Aberta
Local: Praça das Artes
Endereço: Avenida São João, 281 – Centro, São Paulo

Dramaturgia Negra
Organização de Eugênio Lima e Julio Ludemir
Edições Funarte
Preço de capa: R$ 30,00
480 páginas
Formato: 16cm x 23cm


Acredita que o jornalismo é uma importante ferramenta contra o preconceito?

Apoie o site independente NLUCON e contribua com o financiamento coletivo para quitar os gastos com a produção de notícias, entrevistas e vídeos. Sua colaboração é fundamental para a existência desse site. Clique aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: