Ir para conteúdo

Fernanda Custodio e Guttervil levam loja Transludica para o “Shark Tank Brasil” e fazem negócio

Por Neto Lucon

Fernanda Kawani Custodio e Guttervil Guttervil – fundadores da loja Transludica, considerada a primeira loja colaborativa de pessoas trans no Brasil – participaram dessa sexta-feira (12) do programa Shark Tank Brasil – Negociando com Tubarões, da Sony Brasil. Os artistas e empresários agradaram os tubarões e realmente fizeram negócio.

Baseado na franquia internacional, o programa mostra empreendedores iniciante negociando com grandes nomes do mercado. Neste caso, estavam Cris Arcangeli (empresária do ramo da beleza), Caito Maia (fundador da Chilli Beans) e Camila Farani (sócia fundadora da G2 Capital).

Durante o programa, Fernanda e Guttervil conseguiram falar sobre a proposta do empreendimento e dos produtos que vendem no espaço. Também discursaram sobre a realidade de pessoas trans no país e a importância de se investir na empregabilidade.

“Com 28 anos, só consegui ter carteira de trabalho aos 27. Então a Transludica vem para mudar essa realidade das pessoas trans com a empregabilidade, que é muito pequena, e ensinar as pessoas trans a empreender. No país que mais mata pessoas trans no mundo, dar emprego é importante”, declarou Fernanda aos empresários.

“A gente veio pra somar”, completou Guttervil, que explicou que há pelo menos 15 itens expostos na loja. Eles vão desde acessórios, roupas, literatura, artesanato, cosméticos sensoriais e muito mais.

transludica1
Camila Farani foi a escolhida para a parceria com a Transludica

Diante dos relatos, Caito se emocionou durante o programa e declarou que sempre trabalhou sem preconceitos e que em suas lojas da Chilli Beans há 25 pessoas trans trabalhando. “Eu julgo a pessoa pelo profissional”, declarou. A Transludica chegou a ser disputada pelos empresários e Guttervil chegou a pedir um minuto para pensar ao lado de Fernanda.

Por fim, a parceria foi fechada com Camila Farani, que comentou o programa no Instagram: “Vou contar uma que sempre passa pela minha cabeça: Qual a história daquele empreendedor? O que ele acredita? Tenho uma felicidade imensa em contar para vocês sobre a Transludica. A primeira loja colaborativa Trans do Brasil. A loja ressalta a importância da representatividade comercial ou seja, pessoas trans empreendendo e incluídas no mercado de trabalho e reverte parte do seu lucro para instituições e ongs LGBTQI. Essa empresa tem uma causa, Fernanda e Guttevil tem uma história incrível, o negócio funciona. E agora estamos nessa juntas!”.

Para comemorar a exibição do programa e a nova sócia, Fernanda e Guttervil reuniram amigos em uma lanchonete em São Paulo.

Categorias

Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: