Ir para conteúdo

Matemático gay Alan Turing será rosto da nota de 50 libras do Reino Unido

Por Neto Lucon

Sessenta e sete anos após o trágico fim, o matemático e cientista da computação inglês Alan Turing (1912 – 1954) – e um dos maiores ícones gays da história do mundo – vai estampar uma cédula do dinheiro do Reino Unido. Ele foi escolhido pelo Bank of England como o rosto a ter destaque nas notas de 50 libras em 2021.

Segundo Mark Carney, chefe do Bankof England, Turing agiu como um herói durante a 2ª Guerra Mundial – quando criou uma máquina que decifrava códigos dos alemães. Ele desvendou o “inquebrável” Enigma, dando o local exato onde tropas nazistas estariam no dia 6 de junho de 1944, dando vantagem aos aliados do Reino Unido e contribuindo para o Dia D, quando 155 mil soldados desembarcaram na Normandia, encurtando a guerra.

“Alan Turing foi um matemático excepcional cujo trabalho tem tido um enorme impacto em como nós vivemos hoje. Como pai da ciência da computação e inteligência artificial, assim como um herói, as contribuições de Alan Turing eram amplas e inovadoras. Turing é um gigante em que em seus ombros muitos estão sobre”, afirmou.

Turing é considerado o pai da computação, dando origem ao princípio da programação que ainda é usada para a criação de dispositivos smartphones e computadores. Seu aparelho hipotético “Máquina de Turing” dizia que era possível mudar a função de acordo com a necessidade, baseando o funcionamento em um grande número de cálculos em sistema binário, podendo definir e até resolver problemas por meio de uma sequência de etapas.

Também foi ele que introduziu  conceito do “Jogo da Imitação” nos anos 50, antes mesmo da inteligência artificial chegar aos smartphones e computadores da atualidade. A ideia é que a máquina poderia exercer o desempenho do cérebro humano, fazendo com que um humano conversasse com uma inteligência artificial sem se dar conta. Até hoje não houve um programa que, por mais moderno fosse, atendesse aos testes propostos pelo matemático.

HOMOFOBIA E MORTE

Apesar de toda as conquistas ao mundo, Turing foi preso após se envolver com um homem, Arnaldo Murray, ser denunciado e declarado ingenuamente às autoridades que era homossexual. Ser gay era ilegal naquela década passível de prisão e outras condenações. A prática de prender homossexuais se arrastou até 1967, quando deixou de ser crime.

Turing foi solto pouco depois de sua prisão com a condição de que se submetesse a um “tratamento” com injeções de estrogênio sintético, uma castração química por meio de hormônios lidos como femininos.

Foi no meio dessa punição, aliada ao desemprego, preconceito social e as transformações físicas por meio da hormonização forçada que, no dia 7 de junho de 1954, Alan Turing envenenou uma maçã com cianeto e cometeu suicídio. Ele tinha 41 anos.

RECONHECIMENTO

O reconhecimento de sua importância histórica só veio após sua morte, pois até a década de 70 as informações eram sigilosas e a técnica de Turing na Segunda Guerra Mundial só foi levada ao público em 2013. Em 2009, o primeiro ministro Gordon Brown se desculpou em nome do governo britânico, ressaltando que “Alan e milhares de homens gays que condenados por leis homofóbicas foram tratados terrivelmente”.

Em 2014, a história ganhou os cinemas com o filme “O Jogo da Imitação”, dirigido por Morten Tyldum, cujo papel de Turing ficou para Benedict Cumberbatch. Levou o Ocar de Melhor Roteiro Adaptado. Em 2017, foi criada a Lei de Turing, que cancelou a condenação das centenas de pessoas LGBT que foram perseguidas até 1967 e que estão vivas.

Sobre a inclusão de Turing na nota de 50 libras, o ex-membro do Partido Liberal Democrata, Leech, declarou que está “absolutamente encantado” com a iniciativa e a mensagem levada. “Espero que de alguma forma, isso reconheça sua contribuição sem precedentes para a sociedade e a ciência. É um tributo adequado e bem-vindo a um verdadeiro herói de Manchester”.

Ele frisa que o mais importante é que o rosto de Turing nas notas também “sirvam como uma lembrança dura e justamente dolorosa do que perdemos e do que arriscamos quando permitimos que esse tipo de ideologia odiosa vença”, finaliza.

Alan Turing vai estampar nota de 50 libras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: